Você está em: home » biografia » cronologia do autor  
1964
- Gravação dos discos "Pobre Menina Rica" e "Sound of Ipanema", este último em parceria com Paul Winter.
- Montagem do musical “Pobre Menina Rica” no Teatro Maison de France, junto com Nara Leão e Napoleão Muniz Freire.
- Montagem de “Pobre Menina Rica” no Teatro de Bolso Aurimar Rocha, junto com Cléa Simões, Noriel Vilela, Milton Gonçalves, Ary Toledo, Roberto de Cleto, Vera Gertel com participação do “Trio em 3D” de Antônio Adolfo.
- “Aruanda”, primeira música de Carlos Lyra a ser vertida para o inglês, ganha letra de Norman Gimbel intitulada “Take me to Aruanda”.

1965
- Sua peça infantil "O Dragão e a Fada" recebe prêmio no Estado da Guanabara.
- Primeiras parcerias originais em inglês: “It only could happen with you” com Norman Gimbel e “A certain sadness” com John Court. A última, ganha interpretação de Astrud Gilberto em seu disco lançado pela Verve neste mesmo ano.

1966
- A música do filme "O Padre e a Moça" recebe prêmio de melhor música de filmes para 1965 e 1966.
- As músicas para "A Pobre Menina Rica" com Vinícius são premiadas como melhor partitura musical para espetáculos.

1967
- Lançamento do LP “Carlos Lyra”, gravado pela Capitol - México
- Musica o “Cântico dos cânticos” de Salomão para um recital apresentado na Biblioteca Nacional do México.
- Musica a peça “La cueva de Salamanca”de Don Juan Ruiz de Alarcón, encenada na cidade do México com direção de Hector Mendoza.

1968
- Participação das Olimpíadas no México com 20 trilhas musicais para curta metragens, textos de orientação turística e locução dos mesmos.
- Montagem de "Pobre Menina Rica" com tradução de Gabriel Garcia Marques e Francisco Cervantes, tendo no elenco além do próprio Carlos Lyra (no papel de mendigo-poeta), Leny Andrade, Marly Tavares, e o Trio Bossa Três (Luis Carlos Vinhas, Rony Mesquita e Otávio Bailey).
- Compõe as músicas da peça “Fuenteovejuna”de Lope de Vega, encenada no Tetaro Tlatelolco na cidade do México com direção de José Luiz Ibañez.

1969
- Lança o LP “Saravá” pela RCA – Victor - México
- Montagem para TV mexicana do musical Pobre Menina Rica, com Kate Lyra no papel principal.

1970
- A peça infantil “O dragão e a fada” é montada e dirigida pelo autor, no Teatro de la Danza, intitulada “¿Alguién dijo Dragon?”, recebendo 5 prêmios de teatro (autoria, direção do autor - melhor elenco, música, cenários e figurinos).

1971
- Retorna ao Brasil.
- Grava disco para Philips que é lançado com nome de "...e no entanto é preciso cantar" ", com arranjos de Théo de Barros e participação especial de Kate Lyra e Chico Buarque em sua primeira parceria com Carlos Lyra, “Essa passou” .
- Música a peça “Abelardo e Heloisa” (drama medieval do sec. XII), encenada em São Paulo e Rio, com direção de Flávio Rangel.
- Lançado o Fascículo com um LP “Carlos Lyra – História da Música popular brasileira” pela Abril Cultural.

1972
- Lançamento do disco "Eu & Elas" com destaque para sua primeira parceria com Ruy Guerra – “Entrudo”.
- Estréia "Pobre Menina Rica" no Teatro da Praia.

1973
- Grava disco para Continental "Carlos Lyra".

Buscar Músicas
 
 
Página 2 de 51 2 3 4 5 versão para download »